segunda-feira, 11 de maio de 2009

Quero ler o seu livro

Não entendeu, não é mesmo?! Pois deixe-me explicar, esse texto é dedicado à uma garota estranha, não é J.E.??? XD
Um dos jeitos mais simples de se ver um relacionamento, é vê-lo como se fosse uma história em um livro, temos vário temas, várias alternativas de começo, meio e fim... mas no enredo, sempre irão haver duas pessoas que estão juntas e que estão participando dele.

Muitas pessoas dizem que "há muitos peixes no mar" quando querem dizer que mesmo perdendo alguém que ama, você logo achará outra pessoa para ocupar esse espaço vazio. Mas é estranho comparar pessoas à peixes, é algo tão estranho e fidido... é mais real você comparar essas pessoas à livros, pois cada pessoa tem sua história pra contar e melhor ainda, quando estamos com alguém, escrevemos nossa história juntos.

Algumas pessoas são puro romance, outras um terror, poucas uma boa ficção, várias um drama, mas, infelizmente, hoje em dia encontramos uns enredos de novela mexicana, pessoas que adoram misturar um drama com ficção e que no fim das contas dão mais dor de cabeça do que razões para se continuar com elas.

Eu sempre fui fãn de uma boa ficção, nada melhor dor que uma história que prenda os leitores e torne o impossível e o improvável em real. Transformar aquelas duas pessoas que, tem poucas chances de ficarem juntas, em pessoas que querem estar juntas de verdade. Mudar os planos, subtrai a razão, adicionar o amor incomum, transformar os dois e, mais importante que isso, por toda essa improbabilidade de ficarem juntos, fazê-los andar lado-a-lado nas páginas desse relacionamento improvável.

É horrivel quando as duas pessoas não estão na mesma página, pois é algo extremamente incomodo a pessoa que está compartilhando essa história com com você, estar várias páginas à sua frente, ou pior ainda, atrás de você. Pois quando você está no ápice do relacionamento, a outra pessoa está lá no prefácio tentando entender o personagem coadjuvante. Isso é angustiante e, pior ainda, é, muitas vezes, a causa de términos de namoro.

Agora, seguindo esse raciocínio, leia uma boa história, acompanhe o enredo com quem está com você, e, por favor, se ainda não começou à ler uma história, verifique o que está acontecendo à sua volta, muitas vezes a história não começa por medo de um dos personagens principal.

Muitas vezes você tem receio de ler uma história, somente pelo que as pessoas vão falar, pelo que as pessoas vão te acusar, ou, o que é mais provável, você não começa uma história com alguém, apenas pelo fato de você não ter certeza se aquele livro está aberto pra você, ou que você vá abrir seu livro para ele. Acredite, na maioria das vezes perdemos de ler uma boa história, por puro descuido.

Perdemos o amor de nossa vida por medo de tentar, e mais, por muitas vezes, se tivessemos tentado, não teriamos recebido aquele temeroso "não", mas sim um caloroso "sim"...

Se, por um instante, um dos lados da história desse à entender, de forma clara, que gostaria de abri a página dessa possível história... Hoje em dia não haveriam tantas pessoas sozinhas, e muito menos tantos arrependimentos... As vezes a história de nossa vida está logo ao lado esperando uma chance de ser aberta...

3 comentários:

Tia Ju disse...

HAM HAM!! hahahaha

Preciso mesmo?XD Não né!

Gênero, número, grau e livro \o/. Você sabe minha opinião ^^

Kisses querido e estranho Will =*

Sgt. Sano Brujah disse...

Creio que já tenha entendido este post... hahahaha discutiremos hoje então filhote.... quando sairá o próximo capítulo????? hahahahaha
Abraços Tony.

Ana Maria ... disse...

mais uma vez adorei post
to passando por uma " crise" no meu relacionamento e nunca me questionei se isso acontece por n estar-mos na mesma vibe " na mesma pagina do livro" ou ate mesmo quem sabe " no mesmo livro "
é um caso a se pensar ...