sexta-feira, 12 de novembro de 2010

If I'm still alive

Oh, yeah eu continuo vivo paradoxianos!!

Quem me conhece do outro blog conhece meu lado lascivo, conhece meu lado romantico, acho que conhece até meu lado piedoso. Sinceramente, estou em uma fase bem estranha... mas vou só dar uma simples passada por cima por que o que eu tenho pra dizer é mais importante e além do mais, acho que estou devendo o meu lado humano pra vocês.

Resumindo, gosto de uma pessoa que acho que gosta de mim, mas fiz muita merda e agora ela não acredita nas verdades pois todas soam como mentiras, pra piorar as coisas ficam mais complicadas quando chega na minha irmã de consideração, justamente pelo de uma influenciar a outra. Ok. tô fudido... mas...

Se eu continuo vivo, vou fazer aquilo que me faz bem, vou fazer aquilo pra fazer com que eu me sinta bem comigo mesmo, ou seja, vou continuar regurgitando as minhas palavras por escrito aqui e vou entreter quem ainda quer algo que precise ler mais que 2 comentários.

Acho que se você chegou até aqui, você não tem preguiça, ou seja, posso começar à falar as coisas sérias! ;-)

Estar vivo é mais que respirar, é mais que ter um coração pulsando, é mais do que se mover! Estar vivo é aproveitar as coisas de verdade, aproveitar cada momento propício para algo que você quer, para o que você deseja.

Sei que parece um aval para trair seu namorado(a), mas não é, na verdade isso é um aval para você largar o que te deixa mal e abraçar o que te faz bem, mas preste atenção, as vezes as coisa que te fazem mal são coisas que no fim de farão bem, ou pior, são coisas que você quer acreditar que fazem mal.

No fim das contas, você precisa acreditar no seu coração quando ele te disser o que fazer, pode não ser o mais certo, mas ele é o seu melhor amigo...

Bom fim de semana à todos.

Um comentário:

Kaito disse...

Íncrivel como as coisas são, as vezes pensamos que estamos fazendo a coisa certa, não só pra sí, mas para a pessoa "amada". Quando paramos por um momento e "ouvimos" o coração e vemos que tudo tá errado que nada pode destruir aquilo que se tem junto a alguém, o outro lado joga a toalha e você fica na lona. Pois é, bem vindo ao meu mundo! Nice post, dude...